SERPENTINA

A serpentina é um filosilicato bastante comum, ocorrendo principalmente em rochas metamórficas. É componente de rochas com aplicações variadas, como pedra-sabão (esteatito) e agalmatolito. “Serpentina” na realidade não é um mineral, mas apenas um termo genérico usado para minerais do Grupo da Caulinita-Serpentina. O Grupo é composto por: Clinocrisotilo - Mg3(Si2O5)(OH)4 monoclínico/triclinico, Ortocrisotilo - Mg3Si2O5(OH4) ortorrômbico/pseudohexagonal, Lizardita - Mg3(Si2O5)(OH)4 hexagonal, Antigorita - (Mg,Fe2+)3(Si2O5(OH)4 monoclínica. Em termos volumétricos a lizardita é a mais comum. Geralmente só se diferencia os minerais do Grupo por Difratometria de Raios X e outras técnicas analíticas. A serpentina é um mineral que ocorre em rochas máficas a ultramáficas que sofreram metamorfismo hidrotermal. Este processo causa a substituição de olivina e piroxênio por serpentina. Rochas compostas por serpentina são conhecidas como serpentinitos. A lizardita é um produto de retrometamorfismo, que é um tipo de metamorfismo que ocorre quando uma rocha é aquecida a uma temperatura mais baixa do que a temperatura em que foi originalmente formada. A lizardita substitui olivina, ortopiroxênio e outros minerais em rochas ígneas ultramáficas. Possui três variedades e dois polítipos. O crisotilo é outro tipo de serpentina que também é formado por retrometamorfismo. Possui três variedades e três polítipos. A antigorita é a serpentina de temperaturas mais elevadas. É formada quando uma rocha é aquecida a uma temperatura superior a 250 graus Celsius. Possui oito variedades. A serpentina é um mineral que é associado a outros minerais comuns como quartzo, feldspatos, piroxênios, anfibólios, granada, titanita, epidoto e olivina. É também associado a outros filossilicatos como talco e clorita, bem como com “asbesto”, que é um mineral acicular ou fibroso que pode ser piroxênio ou, mais comumente, anfibólio. A serpentina também ocorre com carbonatos, óxidos e hidróxidos. Minerais raros associados à serpentina incluem chondrodita, deweylita, bultfonteinita e stichita.

- Sistema Cristalino: Hexagonal, pseudo-ortorrômbica

- Cor: Verde, amarelo claro a branco

- Hábitos: Geralmente em flocos extremamente pequenos ou maciça. Cristais tabulares até 2 mm.

- Clivagem: {0001} perfeita.

- Tenacidade: Flexível

- Maclas: Não

- Fratura: sem informações.

- Dureza Mohs: 2,5

- Partição: Não

- Traço: Branco

- Brilho: Graxo

- Diafaneidade: Transparente

- Densidade (g/cm3 ): 2,55

Copyright © 2023 Luís Fernando Silva. Todos os direitos reservados.