MAGNESITA

A magnesita é um carbonato de magnésio, formado principalmente na alteração de rochas ricas em Mg, pela ação de fluidos hidrotermais. Foi fonte principal do magnésio metálico, que tem uma grande importância industrial, mas atualmente é usada primariamente para a obtenção de óxido de magnésio. Sendo composta por MgO 47,8%, CO2 52,2%, podendo ocorrer a substituição completa do Mg por Fe2+ , formando a série da Dolomita-Siderita (com a siderita no extremo ferroso). Ocorre comumente em veios e massas irregulares, derivada da alteração de rochas ígneas ou metamórficas ricas em Mg, através da ação de águas contendo ácido carbônico. Também por precipitação ou substituição iônica de Mg no calcário. E se associa a talco, clorita e micas quando tem origem metamórfica. Quando sedimentar, se associa a dolomita (sendo esta um produto intermediário de formação). É geralmente usada durante a fabricação de tijolos para revestimento de fornalhas, além de ser fonte de magnésia na indústria química.

- Classificação: CARBONATO

- Fórmula química: MgCO3

- Dureza: 3,5 - 5

- Brilho: VÍTREO

- Densidade relativa: 3 - 3,2

- Clivagem: PERFEITA EM [10-11 ]

- Classe: -32/m

- Cristalografia: HEXAGONAL

Copyright © 2023 Luís Fernando Silva. Todos os direitos reservados.